Online Platform for Fleet Management

Home » News » Sofit win over 100 new customers in less than one year


Sofit win over 100 new customers in less than one year

A Sofit, empresa desenvolvedora de softwares como serviço, especializada em gestão da manutenção de frotas, está comemorando a marca de mais de 100 novos clientes conquistados no período inferior a um ano. Criada há um ano e meio, a empresa passou os meses iniciais de sua operação estruturando o novo negócio de uma forma diferente para ter uma curva acentuada de vendas. Atualmente a solução da Sofit gerencia mais de 10 mil veículos e equipamentos em todas as regiões do país.

O rápido crescimento da empresa se deu pela bem sucedida proposta de "democratizar" o acesso de pequenas e médias empresas frotistas a softwares de gestão de frotas. Comercializado na modalidade SaaS (software como serviço), o modelo de negócio da Sofit permitiu, sobre os aspectos econômicos, financeiros e físicos, que pequenas e médias empresas começassem a ter acesso à uma gestão de frota mais rápida, confiável e profissional.

Ionan Fernandes, diretor de marketing e canais da Sofit, explica que o resultado, mesmo bastante agressivo para o setor, está dentro do planejado. "A Sofit pretende crescer mais 80% o número de novos clientes até o final do ano e obter aumento de 190% no faturamento comparado com 2011″. Ele acrescenta que este crescimento é bastante intenso para o mercado, uma vez que algumas das tradicionais empresas de software para gestão de frotas tem mais de 15 anos de atuação e menos clientes. "O grande diferencial desta conquista é que levamos um ano para fazer o que muitas empresas do setor levaram 10 anos ou mais".

Outro fator relevante é que o modelo de negócios desenvolvido pela Sofit dispõe de venda e entrega remota, o que permite maior capilaridade e agilidade nos processos de vendas. Com atuação em todo o país, a empresa concentra cerca de 50% de seus clientes na região sudeste e 23% na região sul, mas também atende dezenas de empresas localizadas nas regiões norte, nordeste e centro-oeste, inclusive em cidades de pequeno porte. "O fato de cobrarmos somente um valor mensal por número de veículos/usuários e não cobrarmos adicionalmente por licença de uso, serviços de implantação, treinamento e suporte deu a chance de empresas menores e distantes dos grandes centros terem informações e controles relevantes sobre sua frota sem precisar de grandes investimentos", finaliza.